.arquivos

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.subscrever feeds

Terça-feira, 10 de Março de 2009

Porque vale a pena!


Hoje foi um daqueles dias que valem a pena. E porquê? Porque à Terça-feira é o dia em que vou à "minha" escola. Sou apenas mais uma voluntária que passa algum do seu tempo disponível com miúdos de uma Escola de 2º e 3º clicos que têm, acima de tudo, preguiça de estudar. Mas esta é uma das coisas que mais gosto de fazer. O meu "trabalho" lá ainda é muito recente, no entanto sinto-me tão bem enquanto o faço que me refiro constantemente à escola como "a minha escola". Quando lá chego e vejo caras conhecidas à entrada que me abordam para dar dois beijinhos ou dizerem olá fico mesmo contente e sinto que vale a pena. A minha vontade seria ir lá todos os dias, mas infelizmente isso não é possível, e também não me posso esquecer que sou só uma voluntária.

As tardes lá passam a correr. São, na sua maioria, pessoas muito espontâneas. Perguntam-nos qualquer coisa que se lembrem no momento e as palavras quase não se medem, mas são carinhosos à sua maneira. Com o tempo de convivência a aumentar, sinto que me vão deixando entrar no seu "mundo" e são capazes de me sorrir quando me vêem. Por outro lado, é preciso manter os estatutos bem definidos para que exista sempre um filtro chamado respeito.

A minha aparência e a minha idade são assuntos que os intrigam bastante. Não me recordo de um único dia em que não tenham ficado surpreendidos com o facto de eu ter 20 anos. Aparento um pouco menos, segundo o que me dizem na rua. Desde os meus 15 anos que sempre foi assim. Aos 16 davam-me 15; aos 17 davam-me 15; aos 18 havia quem me desse 15 no máximo (faziam questão de frisar "no máximo"); aos 19 a mesma coisa; aos 20 continuo a ter à volta dos 15. Parece que a minha aparência não se modificou muito, ou se modificou foram pequenos ajustes que não me envelheceram. Segundo o que me contaram hoje, a preocupação de algumas miúdas era: "como é que ela entra na discoteca???". Pois é. Eu nunca me tinha debruçado sobre tal questão porque não sou fã de discotecas. Recordo-me agora que no ano passado fui ao Casino ver "Os melhores sketches dos Monty Phyton" e o porteiro perguntou aos meus pais se eu e a minha irmã tínhamos mesmo no mínimo 18 anos sem tirar os olhos de mim. Ambas respondemos que sim, mas a minha irmã é que era a menor de idade. Imagino que terá ficado na dúvida comigo.
O assunto da idade nunca me preocupou. Ainda agora me rio quando me dão 15 anos. Não me ofende. O que conta é a mentalidade!! (Que frase à "avozinha")

publicado por Ana Silva às 19:32
link do post | comentar | favorito
|

.links

.Facebook